Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

Domingo sonado ... 23.11.14


Diariamente... diuturnamente... amorosamente!


Boniteza de alma!


Escolhas... expectativas... desejos... equação complicada!

É fácil amar o outro na mesa de bar, quando o papo é leve, o riso é farto, e o chope é 

gelado. 

É fácil amar o outro nas férias de verão, no churrasco de domingo, nas festas agendadas 

no calendário do de vez em quando.


Difícil é amar quando o outro desaba.


Quando não acredita em mais nada. 


E entende tudo errado. 


E paralisa. E se vitimiza.


E perde o charme. O prazo.


A identidade. 

A coerência.

O rebolado. 

Difícil amar quando o outro fica cada vez mais diferente do que habitualmente ele se 

mostra ou mais parecido com alguém que não aceitamos que ele esteja.


Difícil é permanecer ao seu lado quando parece que todos já foram embora."


(Ana Jácomo)

Puro entusiasmo!


"Entusiasmo é quando o coração da gente fica florido de Deus"

(Ana Jácomo)

Capela do Alto... simplicidade e beleza! 23.11.2104



"Acho que é preciso a gente se encantar,
de novo, com essas belezas simples e grandiosas. "(Ana Jacomo)

Desejo!!


Quem dera... 23.nov.2014



"Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último para esquecer tolices. O último para ignorar o que, no fim das contas, não tem a menor importância. O último para rir até o coração dançar. O último para chorar toda dor que não transbordou e virou nódoa no tecido da vida. O último a deixar o coração aprontar todas as artes que quiser. O último para ser útil em toda circunstância que me for possível. O último para não deixar o tempo escoar inutilmente entre os dedos das horas." (Ana Jácomo)

O desejo...esse leão com cara de gatinho que mora em mim!!!!

"O desejo é um leão. Selvagem, carnívoro, brutal.
Não permite acomodação: nos faz farejar, caçar, brigar pelo nosso sustento emocional. O desejo nos transpassa, nos rouba o sono, confunde o pensamento lógico. O desejo corrompe nosso bom comportamento, faz pouco caso da nossa índole irretocável. O desejo não tem pátria nem família, o desejo não tem hora nem tem verbo, o desejo ruge, nosso corpo é a jaula. " 

(Martha Medeiros)

Qualquer Caetano ...

" O que mais me atrai numa pessoa, qualquer pessoa, é a sua capacidade de fugir dos esteriótipos, ser dez em uma, revolucionária e católica, feia e sexy, alienada e esperta, surfista e filósofa. Pessoas coerentes e previsíveis provocam uma admiração relativa e muito SONO: gosto das que nos surpreendem e deslumbram, e quanto mais diferentes de nós, melhor.No final das contas, só a estranheza é que nos encanta, a multiplicidade, o mundo todo cabe numa única vida."
 
(Qualquer Caetano - Martha Medeiros)

Loucas é o que somos...mulheres!

" Eu só conheço mulher louca.
Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três destas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante.
Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. 
Nossa insanidadetem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe.
Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada?
Você vai concordar comigo:só sendo louca de pedra."
 
(Martha Medeiros)

Porque...



Porque insisto em dormir sobre as tuas cinzas
se ainda é o teu corpo que me aquece?
Porque insisto em te ser sombra
se és o raio de sol que todos os dias me acorda?
Porque insisto em ser uma pessoa diferente
todos os dias
se ando contigo às voltas dentro de mim?
E não te digiro nem te mato
só te aconchego
nem te cuspo nem te mastigo
só rumino essa saudade
que me rói por dentro

(São Reis)



Lírica nº 46

Tocado de ventos,
carregado de estranhas eletricidades,
me aproximo de ti, como uma nuvem ...

De repente
desço como uma chuva
para intumescer os córregos e as fontes
e despertar a terra ...

(J. G. de Araújo Jorge)

Iluminações de Rubem Alves


" As lâmpadas valem pelas cenas que iluminam. As inteligências valem pelas cenas que iluminam. Há inteligências de QI 200 que só iluminam esgotos e cemitérios. E há inteligências modestas, como se fossem nada mais que a chama de uma vela, que iluminam o rosto de crianças e jardins. A inteligência pode estar a serviço da morte ou da vida. A inteligência, pobrezinha, não tem o poder para decidir o que iluminar. Ela é mandada. Só lhe compete obedecer. 
As ordens vêm de outro lugar. Do coração. Por isso é mais importante educar o coração que fazer musculação na inteligência. Eu prefiro as inteligências que iluminam a vida, por modestas que sejam." (Rubem Alves)
 

Eternidade ...

"Eternidade não é o tempo sem fim.
Tempo sem fim é insuportável.
(...) Beleza e morte sempre andam de mãos dadas.
Eternidade é o tempo completo, esse tempo do qual a gente diz:
"Valeu a pena."
Compreendi, então que a vida não é uma sonata que,
para realizar a sua beleza, tem que ser tocada até o fim.
Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas.
Cada momento de beleza vivido e amado, por mais efêmero que seja,
é uma experiência completa que está destinada à eternidade.
Um único momento de beleza e amor justifica uma vida inteira."
 
(Eterno e amado Rubem Alves)

Amor ... doce sabor...

  

E nunca chegamos ao fim da taça,
por mais que a esvaziemos.

Agora,
sei que isto é amor ...

(J. G. de Araújo Jorge)