Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

EU ME PERDOO... (Marla de Queiróz) (N)



EU ME PERDOO

Eu me perdoo porque em vários momentos, fui injusta com vocês, comigo. 

Deixei que as minhas expectativas se tornassem exigências e julguei pessoas inteiras por causa de uma única atitude. Eu me perdoo porque na tentativa diária de acertar, cometi inúmeros erros por medo de errar. 
Fui áspera quando estava assustada e precisava pedir abraço, ajuda. 
Fui dócil por interesse, por necessidade de ser aceita para minha falsa completude. 
Eu me perdoo porque, não estando inteira para mim, doei fragmentos do que eu tinha, fui cínica com a minha poesia, falei de amor quando o que eu sentia era carência. 
Eu me perdoo por tantas vezes, não perdoar tua displicência, invadir tua individualidade, reclamar tua ausência. Eu me perdoo pela falta de compreensão e paciência com as minhas limitações e com as suas. 
Eu me perdoo por tirar a roupa quando você queria me sentir emocionalmente mais explícita, não apenas me ver nua. 
Eu me perdoo por ter me anestesiado tanto tempo e desrespeitado minha angústia, negligenciado qualquer aprendizado que trouxesse sofrimento. 
Eu me perdoo por rasurar com minhas autocríticas, os meus melhores momentos. 
Eu me perdoo porque sou imperfeita e humana, mas já pretendi a perfeição do Outro, mesmo não havendo importância ou a possibilidade disto. 
Por querer receber aquilo que nem eu tinha para dar. Por insultar querendo que a mudança fosse alheia porque julgava ser do Outro o medo de transcender, de transmutar. 

Eu me perdoo por ter vivido por tantos anos sem me perdoar.

(Marla de Queiroz)

A vida deveria ser assim... (N)


"Acho que a vida deveria ser assim, um grande jardim, os corpos fazendo amor com os elementos fundamentais da natureza: o sol, a terra, a água, o ar. Porque para isso fomos criados..." (Rubem Alves)

River Flows in You... Yiruma ( aquele que dialoga através da música com minha alma)

" Ouvir os sons do mundo é uma felicidade  que somente os artistas recebem por nascimento. Os outros têm de aprender. Para isso há de haver os mestres da escuta."
(Rubem Alves)

Acredito nisso! (N)


"PALAVRAS SÃO COISAS ENCANTADAS: QUANDO MISTURADAS COM O AMOR, FAZEM AQUILO QUE DIZEM." (Rubem Alves)

Dizendo o que sinto!


Tu e eu... pura alegria em forma de poesia!



E eu sei que debaixo de algum céu
sob algum sol que se deite
a felicidade desponta
para aqueles que nela acreditam
para meu deleite

e gozo daqueles que ao meu redor gravitam

Porque enquanto houver um "tu e eu"
não haverá nenhum céu
que se recuse a ser-nos leito
porque grande é a alegria
de compartilhar palavras
de fazer poesia
na ponta de um sonho
que nos enche e afaga o peito
ao mais breve sono

(são reis)

Amor e vida... eternos! (N)


Espera... Lília Diniz (Sertanejares) (N) 25.06.2013

ESPERA

LÁ NO FUNDO DOS TEUS OLHOS
EU QUERO ME AFOGAR
NO REMANSO DOS TEUS BRAÇOS
QUERO DE VEZ SERENAR
DESSA TUA BOCA PEQUENA
E DO TEU CHEIRO DE AÇUCENA
PRA SEMPRE QUERO PROVAR

AMANHECER COM TEUS BEIJOS
NA TUA ALMA ADORMECER
NO ACONCHEGO DO TEU COLO
AMORAS EU VOU COLHER
QUERO DESBRAVAR SERTÕES
DO TEU CORPO E NOS CLARÕES
DA TUA VOZ ENSURDECER

ESSE NEGRO DOS TEUS OLHOS
QUERO PRA ME ILUMINAR
NO TEU AMOR ENGAIOLADO
VIVER PRA TE AGRADAR
NA ARAPUCA DESSE QUERER
ME ENTREGO TODA A VOCÊ
ASSIM QUE VOCÊ CHEGAR

(SERTANEJARES - LÍLIA DINIZ)

Desejo, vontade e destino azuis! (N) 19.6.2013

E aos poucos deixo de ser reflexo
para ser imagem
deixo de ser anónima 
para ser um pingo de gente

E aos poucos cruzo a fronteira da pele
e sinto
e perco-me pelo meio dos teus olhos
tornados labirinto

E aos poucos entendo que é muito ténue
essa linha que nos separa do que somos
daquilo que queremos ser
de onde estamos
e donde queremos estar

E não há reflexo ou imagem
que nos afaste daquilo que nos faz bem
porque grande é a nossa vontade
e muito azul o nosso destino


(
são reis)

Quem se declara corre o sério risco de ser feliz! (N*) 12.6.13


DECLARANDO MEU AMOR!

Eu vivo agora a vida que gostaria que fosse eternidade.

Você me procura na cama com os braços, eu lhe procuro com as pernas.
Você dorme rindo, eu acordo rindo.
Amo estarmos de conchinha e toda nossa cumplicidade de manhã.

Tem dias que você não encontra os seus óculos,  e eu não encontro nenhum de meus elásticos para prender os cabelos, e você sorri divertindo-se.

Você toma um copo de água ao despertar, e eu despertei até  mesmo a minha  sede, aprendendo a me cuidar assim também.

Você lê um livro de cada vez, eu abandono vários ao mesmo tempo.

Você põe as mãos ao rosto quando está pensativo,  eu mordo as cutículas quando crescem .

Eu adoro conversar na hora de deitar e você adormece antes do final instantaneamente, quando não pede para eu me calar..rsrs

Você se acalma com um bom cafuné, eu me acalmo com seus abraços e sua voz.

Você se alegra com um elogio, eu me encabulo e faço caretas.

Eu me alegro com um presente, você se encabula.

Estamos encaixados um no outro, independentes dentro da maior falta. Nossas diferenças nos aproximam e nos encantam. Caminhamos atados através de portas abertas, com toda beleza e clareza do nosso contrato de confiança.

Minha saudade de você é maior do que minha saudade de mim.

A gente passa do horário e você sempre  reclama que estamos” atrasadíssimos”, eu sorrio e digo que isso não existe . No fundo não acreditamos em acasos.

Somos tão felizes assim que não resta corredor entre as nossas frases.

Você me adivinha, eu lhe provoco. Afinidade é isso  ... nossas  essências dialogam!

Você está um passo a frente de mim, eu estou um passo atrás de você.

A sala é quarto, a cozinha é quarto, o quarto é o quarto dos quartos. Que delícia é estarmos juntinhos, grudadinhos, agarradinhos! Não consigo te soltar...

Você me convence, eu insisto, ambos estão sempre  querendo acertar.Somos uma dupla de sucesso! Escolhemos ser felizes do que termos razão!

Você me descreve o passado, eu reescrevo o passado.

Você me ensina o quanto a vida é simples, eu me inspiro olhando o mundo assim .

Nosso amor é se fazer entender sem perder os mistérios.

Nosso amor nasceu póstumo.

Nosso amor é antigo e novo ao mesmo tempo, é ancestral e recente ao mesmo tempo, tem momentos  previsíveis mas para mim será  inédito eternamente.
Você me pede firmemente pra ser verdadeira com tudo, e eu aprendo a importância do poder da verdade, que nos  aproxima... Perdão pelas minhas escorregadas em que não levei isso a sério!!!Jurei e vou cumprir... Me repreenda sempre que precisar!

Você me explicou que não existe mais surpresa entre nós, mas decisões.

Surpresa é quando um decide sozinho. Amor é quando os dois decidem juntos. E não há maior surpresa do que decidir junto.

Não estamos morando juntos, mas estamos morando no mesmo sentido e sentimento!!!Isso me emociona e me faz muito feliz!
Quero ser seu cantinho de paz, calmaria, calor, poesia, alegrias e tudo  o que precisar.
Quero ser sua apaixonada companheira e você meu declarado amado.

Desculpa ser tão declarada assim, mas não resisto a você!
Te amo infinitamente!
N*


PS: Inspirada por Carpinejar, meu poeta apaixonante!

#AcordaBrasil... já era tempo!


Respirando macio.... (N) 18.6.13

" Intimidade é quando a vida da gente relaxa diante de outra vida 
e respira macio. Não há porque se defender de coisa alguma
nem porque se esforçar para o que quer que seja.
O coração pode espalhar os seus brinquedos.
Cantar a música que cada instante compõe. 
Bordar cada encontro com as linhas do seu próprio novelo.
Contar as paisagens que vê enquanto cria o caminho.
Andar descalço, sem medo de ferir os pés".

Ana Jácomo

Vem... Dia dos Namorados! (N)

E na quietude da minha pele
sinto as tuas mãos desenhando silêncios
desabotoando vontades
destapando paixões
e aos poucos acende-se a fogueira das emoções
Vem...!

(são reis)

Reflexões!!!Palavras fortes!

"Peter Pan: Ódio é uma palavra muito forte, não é?
Wendy: Amor também é. E as pessoas falam como se não significassem nada".

Espaço interior imenso... invadido de infinitos sonhos! Venham todos... (N) 10.6.13

"Em um infinito de possibilidades, eu escolho todas. 
Tenho uma sede que não cessa e uma dificuldade imensa de escolher apenas um destino.
Tenho uma curiosidade que me deixa inquieta e uma vontade 
de percorrer todos os caminhos que não tem fim. 
Alimento a ideia fixa de desfrutar coisas que nem sei e o sonho de habitar em lugares onde nunca estive.
Tenho vontades para suprir e um monte de janelas para abrir.
Sem saída, aceito minha condição restrita, mas faço ser intenso tudo que já conheci.
Posso até ser limitada do lado de fora, mas as minhas recordações 
não me deixam mentir: aqui dentro o espaço é imenso."

Fernanda Gaona







Teu nome em meu olhar! (N)

E o meu corpo acordou com o teu nome nos olhos
e a vontade alvoraçada saltando da minha boca

E eu fui aos poucos riscando a saudade desenhada
nas pálpebras

desenhando o sorriso de antecipação
vivendo o que ainda era um sonho
o que nunca deixou de ser um sonho
Até que o corpo cedeu ao cansaço
as pálpebras encheram-se de novo de saudade
e a vontade serenou
E lentamente voltei a adormecer
ainda e sempre com o teu nome
nos meus olhos

(são reis)

Levando amor... muito amor... (N)


Desejos do coração!


Luz e escuridão!Auto-conhecimento dói... mas desperta anjos dentro de nós! (N)


Só pra descontrair...kkkk

Comemorando o dia dos namorados...oh...tristeza!

Intenso como meu sentir por ti! (N)

E é tão intenso
e é tão imenso
a vida que me invade
que às vezes me sinto
partindo com os ventos
num amor que já não me cabe
sem saber se regresso
e tão logo me despeço
de todas as aves
logo me nascem mais sonhos
que me fazem voar
e me levam pra longe daqui

(são reis)

Aprendo com você todos os dias! 07/06/2013 (N**)

Ensinaste-me a amar-te de olhos fechados
e eu aprendi a conhecer-te pelo toque
aprendi a reconhecer a tua pele
e as tuas mãos mesmo que as não visse
aprendi a gostar do teu cheiro
e a distingui-los entre outros mais cheiros
que me pusessem sob o nariz

Mas hoje, sobretudo hoje
preciso amar-te de olhos abertos
porque perdi o norte às palavras
hoje não vou mostrar que te amo
sem te ver
Vou te olhar dentro dos olhos
e contigo a olhar para mim
vou amar-te mais ainda

Nunca poderás dizer que não me entendes
porque aquilo que sinto
está tudo dentro dos meus olhos
e hoje faço amor contigo de olhos abertos!...

(são reis)