Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

Alegria de alma!


Escolhas do coração!!

 
❝ Nossas escolhas estão bem aqui, no coração. 
Não pense que está no colo de um, na mão de outro. 
Não se adie, por favor. E não se entregue. 
Aconteça o que acontecer: não se entregue. 
Não mude seu jeito por ninguém. 

Mude suas caras, bocas e trejeitos se quiser.
 






A gente é o que é e quem não gosta, paciência.
Não se traia, não se mude, não se mova.
Seja você!" 



                                                                         (Clarissa Corrêa)

Alguém muito significativo! (N)

O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser!

(Nany)

Aprendizados necessários!


Retrato de mim... 24/11/2012 (N)

Fico, às vezes, reduzida ao essencial, quer dizer, só meu coração bate. 

Clarice Lispector

Escolhendo sentir-se viva!

Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença. 

Anatole France

Reflexos no espelho!

Se sou amado, quanto mais amado, mais correspondo ao amor. Se sou esquecido, devo esquecer também, pois amor é feito espelho: tem que ter reflexo. 

Pablo Neruda

Andando no escuro!

Ando no escuro para tocar onde não devo. Amor é tocar onde não se deve. 
E curar sem entender a doença.

Fabrício Carpinejar

Envolva-me...em seu perfeito e INÉDITO amor! (N)

Não me corte em fatias. Ninguém consegue abraçar um pedaço. 
Me envolva todo em seus braços e eu serei o perfeito amor.

Mario Quintana

Ah, o amor... o amor! (N)

O amor é uma tentativa de penetrar no íntimo de outro ser humano, mas só pode ter sucesso se a rendição for mútua.

Octavio Paz

Dá-me amor... simples assim!

Dá-me amor, me sorri e me ajuda a ser bom. 
Não te firas em mim, seria inútil; 
Não me firas a mim, porque te feres.

Pablo Neruda

Verdadeiro amor! (N)

                       No verdadeiro amor, é a alma que envolve o corpo.

                                         (Friedrich Nietzsche)

Permitir-se vulnerável é o segredo ...(N)


Fazia tempo demais pra mim*! (N) 14/12/2012

Posted: 13 Nov 2012 
Arte de Giotto

Fazia tempo que não deixava a comida esfriar no prato pelo interesse na conversa.
Fazia tempo que não abria o zíper de um vestido com todo o cuidado para não machucar a pele.

Fazia tempo que não tinha tanta ansiedade de meu passado.

Fazia tempo que não via alguém amarrar meu cadarço.

Fazia tempo que não andava de ônibus dividindo o headphone.

Fazia tempo que não esperava passar a chuva.

Fazia tempo que não procurava fotografias de minha infância.

Fazia tempo que não reparava em casais mais velhos comendo em silêncio.

Fazia tempo que não sofria de compaixão dos bancos de praça.

Fazia tempo que não observava o musgo nos fios telefônicos, ouvia o barulho de lâmpadas falhando das cigarras.

Fazia tempo que não agradecia com desculpa e me desculpava com obrigado.

Fazia tempo que não me acordava louco para dormir um pouco mais.

Fazia tempo que o cheiro da pele não se parecia tanto com o cheiro dos travesseiros.

Fazia tempo que não me exibia aos meus amigos.

Fazia tempo que não me curvava aos cachorros de minha rua.

Fazia tempo que o cansaço não me atrapalhava.

Fazia tempo que não decorava os hábitos de outra pessoa a ponto de antecipá-la em pensamento.

Fazia tempo que não me importava em conferir a previsão do tempo e o horóscopo.

Fazia tempo que não me preocupava com o que havia na geladeira.

Fazia tempo que não ria sozinho, sem controlar a altura da voz.

Fazia tempo que não enganchava minhas roupas num brinco.

Fazia tempo que não tinha saudade do que nem iria acontecer.

Fazia tempo que não respondia com perguntas, como se estivesse estudando para o vestibular.

Fazia tempo que não temia o intervalo dos telefonemas.

Fazia tempo que não massageava os pés no colo – os pés femininos são mãos distraídas.

Fazia tempo que não escrevia bilhetes para despertar surpresas pela casa.

Fazia tempo que não curava a ressaca com sexo.

Fazia tempo que não estendia no varal a calcinha molhada no box do banheiro.

Fazia tempo que não dobrava a camiseta com suspiro, ou dobrava o suspiro com a camiseta.

Fazia tempo que não me demorava no espelho, encolhendo a barriga, ensaiando cumprimentos.

Fazia tempo que não mergulhava em silêncio para não desperdiçar nenhuma frase dita.

Fazia tempo que não beijava esquecendo aonde ia e quem poderia estar olhando.

Fazia tempo que não me apaixonava assim.

(Fabrício Carpinejar)

Paz interior (N)


A vida é constante aprendizado! Sou aluna do UNIVERSO!


Eu me transformo à medida que me entrego de coração! (N)


As escolhas são nossas! Só depende de nós!


LIBERDADE É O ELO EQUILIBRADO DE UM PROFUNDO E VERDADEIRO AMOR ;) (N*)

                            AMAR É DEIXAR IR... COM MUITO AMOR NO CORAÇÃO!
                            AMAR PROFUNDAMENTE É ACEITAR O OUTRO COMO ELE É!
                            AMAR É COMPREENDER NOSSO ESTADO DE IMPERMANÊNCIA,
                            E FAZERMOS DE  CADA MOMENTO JUNTOS, O MAIS BELO VIVIDO!
                               AMAR É RESPEITAR O UNO,  FORMANDO O " TODO"!
                         CONCLUINDO:" EU COMIGO, VOCÊ COM VOCÊ, NÓS ATADOS 
                         E QUANDO JUNTOS COMPLETOS E PREENCHIDOS DO TODO!"
                                                                                                                                (N & N)

Franqueza... como ato de amor... (N) 08/11/2012




Tão raro usar a franqueza para falar coisas bonitas.

(Fabrício Carpinejar)


PS: Só você sabe como fazer isso tão bem!

Matutando coisas sinceras do coração! (N)






Estou matutando aqui, pensando em escrever algo que possa penetrar nessa rede de fios e chegar até você em segundos, que possa transmitir sentimento, alegria, doçura, algo especial... Que seria interessante guardar aqui, como um relicário. Busquei em um dos meus escritores prediletos algumas palavras para exprimir, em parte, o que sinto por você,nesse momento... 
Mas que senti no passado do ontem e sentirei no futuro de amanhã: "Estou te querendo muito bem neste minuto. Tinha vontade que você estivesse aqui e eu pudesse te mostrar muitas coisas, grandes, pequenas, e sem nenhuma importância, algumas".

[Caio Fernando Abreu]

Ousadia de ser feliz! (N)






Eu sei que por algum tempo vou seguir oscilante entre a razão e o desejo.
Algumas decisões são tomadas  com o coração inquieto e o pensamento tomado por muitas coisas que aconteceram e que acontecem, tudo misturado.
Sei também que o tempo vai ser meu amigo para essas coisas da vida.
Com coragem eu sigo, nessa velocidade que eu não temo, nem mesmo de ousar ser feliz.


[Fernando Pessoa]

Que... eu me supere sempre!


Que



... minha solidão me sirva de companhia. que eu tenha a coragem de me enfrentar... Que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo. (Clarice Lispector)

Meu dever comigo mesma eternamente!


Fernanda Young


Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar sempre,pois sendo mais do que uma expectadora de mim mesma eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso. 
E assim me construo a ouro e sedas,em salas supostas, invento palco,cenário para viver meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis" [Fernando Pessoa]

Meus momentos de silêncio interior! 05/11/2012




O silêncio já se tornou para mim uma necessidade física espiritual.
Inicialmente escolhi-o para aliviar-me da depressão.
A seguir precisei de tempo para escrever.
Após havê-lo praticado por certo tempo descobri, todavia, seu valor espiritual.
 E de repente dei conta de que eram esses momentos em que melhor podia comunicar-me com Deus. Agora sinto-me como se tivesse sido feito para o silêncio.

Gandhi.